Perguntas Frequentes / FAQ´s

Que características se devem procurar?

Eis algumas das características que deve procurar:

  • Forma de Onda de Saída Sinusoidal. Em geral, quanto mais próximo da onda sinusoidal for a forma da onda à saída da UPS, melhor para o equipamento. Muitas unidades, especialmente as mais baratas, desviam-se muito de uma saída sinusoidal. Algumas geram ondas quadradas.
  • Capacidade da bateria. Quanto maior o valor de Ah, maior a capacidade da bateria – a maioria dos folhetos de características de UPS não mencionam directamente a capacidade da bateria em Ah, pelo que deve procurar obter esse detalhe numa folha de especificações, pois isso tem uma influência directa e importante no tempo de autonomia da UPS.
  • A UPS possui um comutador manual para “bypass”? Se a UPS avariar ou estiver em manutenção, tem a possibilidade de comutar a alimentação eléctrica do equipamento para a rede? A última coisa que se pretende é que uma UPS avariada seja a causa de inactividade adicional.
  • Algumas UPS mais recentes podem comunicar com software de controlo e monitorização através de uma ligação de rede e por SNMP. Isso é o ideal se a rede estiver a ser alimentada pela UPS. Mas tenha em atenção que alguns fabricantes anunciam a “monitorização em rede" da UPS, no entanto a ligação é uma normal “porta” série RS-232.

Quais as especificações que devo procurar?

As folhas de especificações de UPS podem ser longas e exaustivas e, na maioria dos casos, não se deve preocupar com todos os diferentes itens que vai encontrar. No entanto, algumas são críticas e deve verificá-las antes de tomar uma decisão de compra:

Especificações Gerais:

  • Tipo de UPS: A concepção geral e tipologia da UPS – É muito importante saber que tipo de UPS se está a analisar.
  • Carga Nominal: A capacidade máxima nominal da unidade em VA. Muitas unidades especificam também explicitamente a capacidade em Watts da unidade, caso contrário verifique qual o factor de potência da UPS que o fabricante apresenta para poder efectuar um dimensionamento correcto.

Especificações físicas:

  • Dimensões: Verifique a altura, largura e profundidade para garantir que a unidade vai caber onde a quer instalar.
  • Peso: Algumas unidades maiores são muito pesadas e podem exigir um piso/plataforma resistente para a instalar.
  • Número e tipo de ligações de saída: Quantas e que tipo de ligações de saída a UPS dispõe para ligação das cargas.

Especificações ambientais:

  • Gama de temperatura operacional: A UPS gera calor e não pode ser instalada numa sala com refrigeração insuficiente.
  • Temperatura de Armazenamento: Preste atenção! As baterias podem super aquecer ou congelar e portanto ficarem avariadas quando sujeitas a frio ou calor excessivos.

Especificações de entrada:

  • Tensão de entrada: Especificação do intervalo permitido nominal e real. Certifique-se de que adquire o modelo certo para a sua rede de alimentação eléctrica local.
  • Frequência nominal: Geralmente 50 ou 60 Hz. Alguns modelos conseguem gerir automaticamente qualquer das frequências.
  • Ligação de entrada: O tipo de ligação que o cabo de alimentação usa; muito importante nas unidades de maior potência.

Especificações de saída:

  • Tensão de saída: Especificação da tensão de saída nominal e real. A tensão de saída nominal deve ser igual à tensão de entrada nominal.
  • Tipo de onda de saída: Se a unidade produz uma onda sinusoidal, quadrada, ou quadrada modificada.
  • Tempo de Transferência: É uma especificação importante: o valor máximo e/ou típico do tempo necessário para que a UPS alterne para a energia da bateria. Numa UPS verdadeiramente on-line este tempo será zero. Para as unidades com tipologias standby será normalmente de alguns milissegundos.
  • Filtragem, supressão e regulação: Detalhes sobre o hardware da UPS que “limpa” a energia quando a unidade funciona com a corrente alterna da rede.

Especificações da bateria:

  • Tipo de Bateria: O tipo de bateria.
  • Capacidade da Bateria: Capacidade da bateria em Ah.
  • Esperança de vida típica da bateria: Número de anos que a bateria deve durar, em média, quando utilizada normalmente.
  • Autonomia típica a plena carga: Quando a carga ligada à unidade, em VA, é igual à potência máxima que esta disponibiliza, qual o número esperado de minutos de tempo de autonomia.
  • Autonomia típica a meia carga: Quando a carga ligada à unidade, em VA, é igual a metade da potência máxima que esta disponibiliza, qual o número esperado de minutos de tempo de autonomia.
  • Tempo típico de recarga: Quantas horas são necessárias para recarregar as baterias após uma descarga.
  • Expansão de autonomia das baterias: Se, e que tipo de expansão de autonomia a UPS permite e, em caso afirmativo, como funciona.

Outras:

  • Indicadores e Alarmes: Uma breve listagem dos indicadores da unidade e em que condições são accionados os alarmes.
  • Controlo e Monitorização de Hardware e Software: Uma breve descrição dos opcionais incluídos para controlo e monitorização do sistema, incluindo a especificação dos tipos de interface suportados pela unidade.
  • Certificações: Quais os organismos de certificação que aprovam a unidade.
  • Garantia: Período de garantia em anos.

Quão importante é a forma de onda de saída da UPS?

A UPS deve sempre proporcionar uma forma de onda de saída o mais aproximada possível a uma sinusóide, porque qualquer desvio produz harmónicas que podem ser interpretadas como sinal e podem danificar o equipamento ligado à UPS.

Uma onda sinusoidal à saída da UPS vale o dinheiro extra, especialmente nas UPS on-line que fornecem continuamente as suas formas de onda aos equipamentos a estas ligados.

O que posso fazer para evitar problemas com a minha UPS?

Há algumas coisas que pode fazer para diminuir a probabilidade de que uma UPS lhe dê problemas. Aqui estão algumas sugestões:

  • Fazer uma manutenção regular à UPS, incluindo a mudança periódica das baterias, nunca a deixando funcionar com baterias em mau estado.
  • Não descarregue as baterias mais que o necessário.
  • Certifique-se de que a UPS está permanentemente ligada a uma bos terra eléctrica.
  • Não submeta a UPS a extremos de temperatura ou humidade, água, poeira excessiva ou electricidade estática.
  • Mantenha a área em redor da UPS livre, limpa e seca.
  • Não sobrecarregue a UPS.
  • Se a UPS mostra sinais de mau funcionamento, desligue-a com a maior brevidade possível e não a coloque novamente em serviço antes de ser examinada e eventualmente reparada por pessoal qualificado.
Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar os nossos serviços, concorda com a nossa utilização de cookies. Saber Mais